O Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga condenou o Município de Braga a pagar mais 4 milhões de euros ao consórcio responsável pelo projeto do novo estádio da cidade. Feito para acolher o Euro 2004, o Estádio Municipal de Braga custou, agora, 177 milhões de euros.

A casa do Sporting Clube de Braga custou 157 milhões de euros. Contudo, já são mais de 20 condenações judiciais por causa da obra de construção, subindo assim o valor para 177 milhões de euros. Esta semana, o Município de Braga foi condenado a pagar mais quatro milhões.

A estância judicial condenou o Município a pagar às empresas Souto Moura – Arquitetos, Lda. e à Afassociados – Projetos de Engenharia, SA o montante de 2,59 milhões, que acrescem os 11 anos de juro, dando quatro milhões no total.

Ler mais: Polícia Judiciária investiga SC Braga e Vitória SC: saiba os pormenores

Segundo as alegações de Souto Moura e Rui Furtado em Tribunal, estes receberam 3,75 milhões de euros, um “preço fixo”, mas que o acordo celebrado em 2000 se referia a uma primeira proposta. O contrato foi feito com o ex-Presidente da Câmara, Mesquita Machado.

O valor de 20 milhões de euros advêm de três sentenças já confirmadas. 10 milhões de euros pendente de recurso camarário no Tribunal Central Administrativo do Norte, que deve ser confirmado em sentença, depois de duas condenações em julgamento. Seis milhões de euros ao consórcio ASSOC/Associados, devido a trabalhos a mais na obra. Os quatro milhões deste último processo.

Ler mais: Jorge Mendes compra parte do passe de Fábio Martins

Segundo a imprensa minhota, do custo total do estádio, a Câmara Municipal ainda deve 30 milhões de euros. Ao que tudo indica, a liquidez acontece ao ritmo de 7,5 milhões de euros por ano.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *