Depois de nove anos no Real Madrid, Cristiano Ronaldo já assinou pela Juventus. É surpreendente, mas não deixa de ser a transferência mais aguardada deste defeso.
A transferência fixou-se nos 100 milhões de euros.

O número 7 assinou por quatro temporadas um acordo de 120 milhões de euros, sendo 30 milhões por cada época. Ao que tudo indica serão 60 milhões brutos, mas apenas sobra a metade do valor em liquidez. O contrato foi selado em ilhas gregas, visto que Ronaldo está a passar um período de férias.

Mas os números ainda são muitos! A cláusula de rescisão já há muito que estava colocada nos 1000 milhões, mas o avançado foi libertado por 10% deste valor. Para além dos 100 milhões da transferência, os italianos têm ainda que pagar 12 milhões de euros por custos adicionais, bem como uma contribuição de solidariedade fornecida pelos regulamentos da FIFA.

Não só o Real Madrid e a Juventus lucram com este negócio. Os clubes que fizeram a formação do jogador receberam dinheiro. O Nacional da Madeira recebeu 250 mil euros, o Sporting CP ficou com 2,25 milhões de euros e o Manchester United lucrou 2,5 milhões de euros.

Ler mais: 32,5 milhões de euros não chegam a Ronaldo

As razões desta mudança poderão ser muitas, de entre as quais se destacam os problemas com o fisco espanhol, do qual o internacional português desembolsou 18,8 milhões de euros. Os campeões europeus bem tentaram segurar o melhor jogador do mundo, mas nem o salário igualado fizeram-no mudar de ideias.

Ler mais: Quanto tempo para Ronaldo pagar a multa ao fisco?

REUTERS/Alberto Lingria/File Photo

Um inigualável ‘recordbreaker’

Não só de dinheiro se fazem estes números. Durante a estadia de quase uma década em terra de nuestros hermanos, Cristiano Ronaldo concretizou 450 golos em 438 jogos com a camisola merengue. Uma média superior a um golo por jogo, tornando-o no melhor marcador da história do clube.

Em 37803 minutos realizados pelo Real Madrid, Ronaldo conseguiu 44 hattricks, fez 115 assistências e venceu 316 partidas. A nível individual, o jogador detém cinco bolas de ouro, quatro botas de ouro e muitos mais prémios.

Quanto ao palmarés ‘blanco’ juntamente com o português, este dispõe de quatro Liga dos Campeões (as últimas três consecutivamente). Conquistou ainda duas La Ligas, duas Supertaças de Espanha, três Supertaças Europeias (sendo que numa delas o jogador não foi convocado), três Mundiais de Clubes e duas Copas del Rey.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *