Acabou de vez a saga de Cristiano Ronaldo com o fisco espanhol. Para além de ficar com uma pena prisão suspensa de dois anos, o internacional português acordou pagar uma multa de 18,8 milhões de euros. O acordo ficou estabelecido ainda antes do arranque do Mundial da Rússia.

As primeiras acusações surgiram no ano passado, quando o craque da seleção portuguesa foi acusado de se aproveitar de uma sociedade para ocultar ao fisco as receitas geradas em Espanha pelos seus direitos de imagem. Os delitos cometidos ocorreram entre 2011 e 2014.

Acredita-se que Ronaldo tenha defraudado o fisco em cerca de 15 milhões de euros. O que faz com que o valor da multa seja 22% superior ao dinheiro ocultado no passado. O facto de não ter registo criminal, permitiu também que Ronaldo não servisse pena de prisão. Um alívio para o jogador e para os adeptos portugueses.

Mas quanto tempo será que Cristiano Ronaldo precisa até ganhar os 18,8 milhões de euros que deve agora ao fisco? Será esta uma quantia tão avultada assim para o jogador do Real Madrid?

Ronaldo: a realidade da elite

Segundo o Finance Football apurou, Ronaldo continua a ser um dos jogadores mais bem pagos do mundo, com um salário base de 38,9 milhões de euros por ano. Depois de ver estes números, logo a multa parece perder tamanho. Feitas as contas, com o seu atual salário, são precisos apenas seis meses para o português saldar a dívida.

Contudo, o futuro de Ronaldo no Real Madrid parece incerto. Poucos são os clubes que conseguem aguentar a sua carga salarial, mas a verdade é que já há interessados. Segundo o jornal espanhol “As”, o Paris Saint-Germain estará disposto a oferecer um salário de 45 milhões de euros por ano a CR7.

Caso se transferisse para o PSG, Ronaldo precisaria de menos um mês para saldar a sua dívida de 18,8 milhões de euros para com o fisco espanhol. Uma multa que neste momento parece não ser a sua maior preocupação em altura de Campeonato do Mundo.

E para si? Como pagaria a dívida?

Se para Cristiano Ronaldo esta dívida pode corresponder a uma “insignificância”, para outros representaria um verdadeiro inferno. Obviamente que o leitor seria incapaz de pagar a dívida. Para este feito, precisaria de ajuda (e muita).

Os dados recolhidos do PORDATA, indicam que, com o salário médio mensal de um trabalhador da área da restauração, seriam necessários 2268 anos para pagar a dívida de Ronaldo. Facilitando a tarefa, seria preciso o seu salário anual e o de mais 2267 trabalhadores da restauração.

Para quem faz das atividades financeiras a sua vida, o cenário não é muito mais agradável. Com um rendimento mensal médio de 1.583 euros por mês, seriam necessários 990 trabalhadores deste setor para que a quantia fosse paga ao fim de 12 meses.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA