Philippe Coutinho tornou-se numa das transferências mais caras de sempre e o FC Barcelona foi o felizardo. Embora sem confirmar os contornos, a transação custou 120 milhões de euros, com mais 40 milhões em variáveis.

13,7 milhões de euros é, segundo o The Guardian, o contrato do brasileiro por temporada. A cláusula de rescisão do médio fixou-se nos 400 milhões de euros.

Ler mais: Cláusula de Rescisão de 700 M para Messi

De acordo com o jornal britânico, os 40 milhões de euros em variáveis desdobram-se em: cinco milhões de euros, depois de 25 jogos com a camisola do Barcelona; 100 jogos significam mais 20 milhões de euros; As próximas duas qualificações do clube para a Liga dos Campeões rendem mais dez milhões de euros; Os últimos cinco milhões são da conquista da competição mais badalada da Europa. Todos estes valores serão pagos ao Liverpool.

As variáveis são totalmente concretizáveis, visto que, Coutinho assumirá um papel preponderante na ofensiva catalã, juntamente, com Lionel Messi, Luis Suárez e Ousmane Dembelé. Quanto á conquista e presença na UEFA Champions League, o histórico do clube apresenta quatro títulos desde 2006.

Ler mais: Clubes pagam o dobro daquilo que os jogadores valem

O ex-jogador dos Reds tinha uma cota de mercado fixada nos 90 milhões de euros, segundo o Transfermarkt. Pelo clube inglês, o atleta fez 201 jogos e marcou 54 golos. No passado, começou no Vasco da Gama e, em 2010, chegou ao Inter de Milão, onde fez 47 jogos e cinco golos. Em 2013 e, por uns meros 13 milhões de euros, foi para a terra de Nossa Majestade.

O clube Blaugrana tem um salário médio de 7,5 milhões de euros, por ano. Possivelmente, agora terá aumentado, pois o internacional Brasileiro recebe quase o dobro dessa média. Assim, os espanhóis continuam a ser a equipa de futebol que mais gasta em salários.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *