Rui Patrício, Rodrigo Battaglia, William Carvalho, Bruno Fernandes, Daniel Podence, Gelson Martins, Rúben Ribeiro, Rafael Leão e Bas Dost. São estes os nove jogadores que rescindiram contrato com o Sporting CP. O Finance Football fez as contas e, ao todo, são 148,5 milhões de euros que os leões já perderam.

Não só a nível desportivo, mas também a nível monetário, o Sporting vai apresentar um grande prejuízo. A saída de elementos importantes, destacando-se os capitães (Rui Patrício e William), bem como as pérolas (Gelson Martins, Bruno Fernandes e Rafael Leão). Com a saída de nove dos ativos, o emblema verde e branco sofre um rude golpe nas contas.

Ler mais: Sporting lucra 59 milhões com Bruno de Carvalho

São praticamente 150 milhões de euros que o Sporting deixa escapar. O futebolista com mais valor mercado é, neste momento, Gelson Martins, que até poderia ser vendido para o Arsenal. Assim, estes jogadores passam a ser livres de assinar contrato com qualquer outro clube. Exemplo disso, Rui Patrício assinou, esta segunda-feira, pelo Wolverhampton de Nuno Espírito de Santo. O técnico Carlo Ancelotti, do Nápoles, descartou a transferência do guarda-redes.

Ponto interessante desta crise é que cinco dos nove atletas têm uma longa ligação para com o Sporting. Já Bruno Fernandes (Sampdoria), Rodrigo Battaglia (SC Braga) e Rúben Ribeiro (Rio Ave) foram contratados durante a atual temporada. Bas Dost iria para a terceira temporada no clube de Alvalade.

Perda de valores astronómicos

O valor de mercado não pode ser o único fator a ter em conta. Com contratos renovados e duradouros, os atletas estavam blindados com cláusulas de rescisão. O grande exemplo era o número 8, Bruno Fernandes. Contratado por 9,7 milhões ao clube italiano, o português tinha a ‘proteção’ nos 100 milhões de euros.

No total, os valores das cláusulas de rescisão atingiam os 535 milhões de euros. Se acontecessem as transações perfeitas e desejadas pelo clube, o valor destas atingia o triplo do valor de mercado de cada jogador.

Não só as contas sofreram o golpe. As ações do Sporting CP tiveram, durante estas últimas semanas, uma queda de cerca de 6%, chegando aos 61 cêntimos. É a cotação mais baixa desde 4 de abril, o dia anterior ao jogo frente ao Atlético de Madrid.

Ler mais: Bruno de Carvalho reeleito. Qual o seu legado no Sporting?

Bruno de Carvalho, presidente do vencedor da Taça da Liga, admitiu as nove rescisões. Contudo, não duvida que “os jogadores irão perder os processos”. O líder dos leões afirmou ainda que não se iria demitir.

Os dados foram obtidos da mais recente atualização de dados da plataforma Transfermarkt.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *