Segundo a imprensa britânica, o homem mais rico de Inglaterra, Jim Ratcliffe, ofereceu 2,3 mil milhões de euros a Roman Abramovich, para a compra do Chelsea FC. O acordo foi declinado pelo presidente e dono do clube.

Desde 2003 com as rédeas dos Blues, o magnata russo investiu mais de 3,5 mil milhões de euros desde então. Ao todo 17 troféus, de entre os quais, cinco Premier League, uma Liga dos Campeões e uma Liga Europa. O valor de compra do clube pelo empresário não ultrapassou os 160 milhões de euros.

O presidente do Chelsea está em Israel por causa das tensões políticas entre a Rússia e o Reino Unido. Ambos os países não passam pelo melhor momento, devido ao envenenamento do espião Sergei Skripal. Desta forma, Abramovich não conseguiu renovar o visto e não assistiu à final da Taça de Inglaterra, que opôs o Chelsea ao Manchester United, em Wembley.

Com um ativo de mais de 20 mil milhões de euros, o dono da indústria petroquímica Ineos e fã do Manchester United tem marcado presença consecutivamente em Stamford Bridge. Em contrapartida, Abramovich tem uma fortuna avaliada nos 10 mil milhões de euros, segundo a revista Forbes.

O investimento no novo estádio (no mesmo local de Stamford Bridge) foi congelado. Em nota, o Chelsea explicou que a construção de 1,1 mil milhões de euros não avançará, devido ao “clima pouco favorável para investimentos” no Reino Unido. O valor da obra passou dos 850 milhões para o mil milhão rapidamente, o que deixou o empresário russo apreensivo.

Ler mais: Expansão do Stamford Bridge custa 600 milhões ao Chelsea

O Chelsea está avaliado em 1,135 mil milhões de euros, com um valor de mercado de 825 milhões de euros, no que toca ao plantel.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *