A Serie A não aceitou a proposta do International Bank of Qatar para adquirir algumas propriedades comerciais do principal campeonato italiano de futebol, por apenas um voto. O valor da oferta rondou os 13 mil milhões de euros.

Segundo a Gazzetta dello Sport, o investimento do International Bank of Qatar seria de 13 mil milhões de euros, num período total de dez anos. Não foram divulgadas explicitamente as propriedades comerciais que o banco iria dispor.

Ler mais: Serie A italiana vende direitos televisivos por 1.000 milhões ano

Os clubes que jogam na competição transalpina recusaram a proposta do banco privado catari. Para o negócio se concretizar era necessário o apoio de, pelo menos, 14 emblemas, no entanto, apenas 13 o fizeram. A Fiorentina, o Inter de Milão, a Juventus e o Torino votaram contra. O Sassuolo absteve-se e o Nápoles e a Roma não marcaram presença na reunião.

Ler mais: Roma e Udinese asseguram novos patrocinadores

O jornal italiano adiantou ainda que o principal motivo dos votos contra, por parte de alguns dos principais clubes do país, prenderam-se com as dúvidas que teriam sobre a transparência da transição financeira. Para além disso, há vários emblemas transalpinos que são patrocinados individualmente por outras instituições bancárias. A situação financeira da entidade passa por momentos pouco favoráveis, nos últimos anos.

Ler mais: Serie A regista uma centena de ofertas pelos direitos televisivos

Sobre o atual modelo proposto, existe uma importante mudança. Não haverá nenhum pacote que permita a transmissão de todo o campeonato, como a Sky o faz na atualidade. A data limite para a apresentação de ofertas para operadoras tradicionais e demais intermediários é até segunda-feira, dia 22 de janeiro.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *