Nem só de contratações bombásticas vive o futebol. A aposta na formação profissional de jovens ‘da casa’, treinados desde tenra idade, é um recurso cada vez mais presente nas estratégias desportivas dos clubes. Mas quem tem, afinal, as academias mais lucrativa? Segundo contas do Finance Football, o rei das vendas vive na Catalunha: o Barcelona é a equipa em Espanha que mais dinheiro fez com a venda de jogadores da cantera, levando uma vantagem considerável sobre o arqui-rival Real Madrid.

Os cálculos do Finance Football baseiam-se nos dados do site Transfermarket, que agrega todas as transferências do futebol europeu. Para chegar a esta tabela o Finance Football somou todas as receitas obtidas pelos clubes espanhóis com as vendas de passes de jogadores formados na casa. O resultado é o primeiro ranking das academias mais lucrativas de Espanha.

Neste ranking, o Barcelona segue em primeiro lugar. O clube de Lionel Messi já encaixou cerca de 145 milhões de euros com os seus pupilos. Este valor, note-se, inclui apenas o produto das vendas de jogadores, pelo que é uma medida limitada do potencial da academia. Os jogadores formados na cantera do Barça que fazem a sua carreira no próprio clube, por exemplo, nunca contribuem para este ranking, uma vez que não chegam a ser transferidos.

O Barça teve a sua primeira transferência lucrativa em 1996/97. Jordi Cruyff, filho do lendário Johan Cruyff, saiu pela quantia de 2,5 milhões de euros. Apesar de parecer um valor modesto, a verdade é que a transferência foi, para os padrões da época, uma venda assinalável. Tendo em conta a inflação, os 2,5 milhões de euros de 1996/97 equivaleriam hoje a qualquer coisa como 5 milhões de euros.

A partir daí, os valores e o número de transferências foram aumentados e a “La Masia” lançou inúmeros jogadores para a ribalta: nomes como Cesc Fábregas, Mikel Arteta, Thiago Alcantara e Marc Bartra foram algumas das vendas. Pedro Rodriguez juntou-se ao Chelsea em 2015/16, tornando-se a venda mais cara da academia (pouco menos de 30 milhões de euros).

De notar ainda que a equipa principal do Barça tem neste momento nove jogadores vindos da formação. O valor de mercado destes novo jogadores ascende, ainda segundo o Transfermarket, a cerca de 330 milhões de euros. Ou seja, a praticamente metade do valor de mercado do conjunto da formação liderada por Luis Enrique.

Real Madrid bem distante

Com poucos jovens formados no clube, o segundo que mais lucrou foi o Atlético Madrid. Sinónimo de uma formação mais reduzida, mas de melhor qualidade, o Atleti conseguiu amealhar 122 milhões de euros. O facto de a academia do Atlético também ser mais recente – à semelhança do Valência, Real Madrid e Sevilha, os lucros só começaram a chegar há cerca de 10 anos – também ajuda a explicar a distância para o primeiro classificado.

O Sevilla e o Valencia não ficam muito para trás e quase chegam aos 110 milhões de euros em vendas da academia. Aqui contam-se jogadores como David Silva e Albiol (Valencia), Reyes, Sergio Ramos e Jesús Navas. (Sevilha).

Por fim surge o gigante Real Madrid. Os blancos não são de apostar na juventude e não têm tido pupilos de grande qualidade, como seria o esperado. A estratégia tem passado menos pela cantera e mais pelas grandes contratações – como o Finance Football já revelou, os blancos são responsáveis por cinco das 15 maiores transferências de sempre.

Contudo, chegam aos 102 milhões de euros. A aposta na academia tem-se alterado nos últimos anos. Depois de Jesé ter sido um dos principais jogadores no plantel da última tempora, o PSG contratou-o pelo valor de 25 milhões de euros. Esta época 6 jogadores madrilenos são treinados por Zidane e estão avaliados em 107 milhões de euros.

Destaque ainda neste top vai para a Real Sociedad. O clube basco tem formado inúmeros jogadores e o lucro tem sido significativo. Tal como o Athletic Bilbau, o clube gosta de formar e utilizar a formação como principal fornecedor da sua equipa. Referências especiais para as vendas da Antoine Griezmann e de Asier Illaramendi.

O artigo sobre as academias dos clubes da La Liga, resultou de um intenso trabalho de pesquisa realizado pelo Finance Football. Todos os micro-dados utilizados nesta pesquisa estão disponíveis para consulta (meios de comunicação social e/ou investigadores), mediante pedido ao Finance Football.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *