A Federação Inglesa de Futebol (FA) vai renovar o contrato com a Nike por um valor a rondar os 470 milhões de euros. A Nike vestirá assim a seleção inglesa durante os próximos 12 anos, naquele que é o contrato mais lucrativo para aquela federação.

Segundo o The Guardian, o acordo será assinado ainda esta semana ou no início da próxima. Adianta ainda que parceria com a gigante de equipamento desportivo norte-americana inclui algumas cláusulas relacionadas com o desempenho da seleção inglesa.

Em concreto, as cláusulas determinam que caso a Inglaterra falhe a qualificação para uma grande competição como o Europeu ou o Mundial, o pagamento da Nike será reduzido; mas ao qualificar-se para as meias-finais de um desses torneios, a seleção liderada por Gareth Southgate verá as suas receitas da parceria com a Nike aumentarem.

A prova de fogo dos britânicos será já na qualificação para o Mundial de 2018 e para o Euro 2020, que se realizará por toda a Europa e que tem o Estádio de Wembley como casa para as meias-finais e final da competição.

O apuramento para o Mundial que se realizará na Rússia está a rumar num bom sentido para Southgate, que ocupa atualmente o primeiro lugar do grupo F, somando dez pontos em quatro jogos.

Portugal, França, Brasil… Tottenham

A Nike continua a sua expansão no atrativo mercado de futebol inglês, após ter anunciado esta semana que vai vestir o Tottenham na próxima época, num negócio a rondar os 30 milhões de euros.

A gigante americana veste a seleção inglesa desde 2013, após ter substituído a Umbro como patrocinadora dos equipamentos britânicos. Com este negócio, Inglaterra torna-se o segundo país com a maior receita gerada pelos equipamentos, unicamente atrás da seleção alemã que é patrocinada pela sua conterrânea Adidas.

Além de Inglaterra, a Nike veste também Portugal, França, Polónia, Croácia, Brasil, Holanda, entre outras.

2 Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *