O Sporting CP tem acumulada uma dívida de 40 milhões de euros a vários fornecedores. Quem revela esta informação é a nova presidência, que tem feito uma análise da situação financeira do emblema lisboeta.

Bruno de Carvalho tinha a fama de ter feito um grande trabalho a nível financeiro no Sporting, mas a verdade é que talvez a história tenha sido mal contada. A Comissão de Gestão e Administração da SAD demonstrou uma grande preocupação com esta dívida que até agora era desconhecida do público em geral.

“Tesouraria? Não quero falar para não assustar”, disse o novo presidente da SAD leonina, Sousa Cintra. Segunda se consta, algumas transferências de jogadores ainda não foram pagas e estão agora sob investigação. Contudo, Sousa Sintra garante que os salários estão na mesma a ser pagos a tempo e horas.

José Peseiro regressa ao Sporting CP, depois de ter orientado os “leões” entre 2004 e 2006.

Apesar da situação financeira recentemente analisada, estão prometidos mais reforços para o novo treinador do Sporting CP, José Peseiro. O clube viu muitos jogadores abandonarem o clube após os incidentes na academia “verde e branca”, ainda na era Bruno de Carvalho.

“O José Peseiro, da primeira vez que passou pelo clube, fez um bom trabalho. O Sporting foi à final da Taça UEFA e lutou pelo título até ao fim. O Sporting tem um bom plantel, que ainda vai ser reforçado, e tem condições para lutar pelo primeiro lugar”, disse Sousa Cintra em declarações à SportingTV.

Dados comparativos das dívidas a fornecedores dos três “grandes”.

Ainda assim, quando comparada a Benfica e Porto, a situação sportinguista está longe de ser a pior. Segundo os últimos R&C dos dois clubes, publicados a 31 de dezembro de 2017, a dívida aos fornecedores é ainda maior que a dos “leões”.

Na altura, o SL Benfica tinha um total de quase 60 milhões de euros, enquanto os “dragões” deviam um valor ainda maior (a rondar os 67 milhões de euros).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *