Apesar do mediatismo, o Mundial de 2018 é a edição da competição com o número mais reduzido de patrocinadores/parceiros. A FIFA conta apenas com sete parceiros oficiais e cinco patrocinadores da competição, o número mais reduzido das últimas cinco edições.

Estas empresas ajudam a FIFA na organização do Mundial financeiramente, mas não só. Os parceiros e patrocinadores fomentam as relações comerciais, ajudam logisticamente e fornecem serviços durante toda a competição. Alguns destes patrocinadores e parceiros são já históricos e fazem parte da história da famosa “Copa do Mundo”. A Coca-Cola é parceira da FIFA e já colabora na competição desde que há registo de patrocinadores no Mundial (1982, em Espanha). Por outro lado, a Adidas também já é uma presença assídua, marcando presença no Mundial desde 1998.

Por outro lado, algumas empresas fazem a sua estreia na maior festa do futebol mundial. A Qatar Airways, principal patrocinador do FC Barcelona, é uma delas. Nomes menos conhecidos como a Hisense, empresa de tecnologia chinesa, também se estreia nos palcos do Mundial. A estes nomes, juntam-se ainda empresas regionais que apoiam na organização do Mundial: Alfa-Bank, Alrosa, Rostelecom, Russian Railways e Yadea.

Os valores que envolvem as entre as empresas parceiras/patrocinadoras do Mundial 2018 na Rússia não foram divulgados pela FIFA.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *