O clube inglês Arsenal registou receitas de mais de 400 milhões de libras pela primeira vez na sua história, ao mesmo tempo que anunciou um aumento significativo dos lucros, apesar da época mal conseguida dentro das quatro linhas.

No ano terminando a 31 de maio, o Arsenal obteve uma faturação 422,8 milhões de libras (480 milhões de euros), acima dos 350,6 milhões de libras alcançados na época anterior. Na base do crescimento das receitas estiveram os direitos televisivos que renderam mais ao clube londrino.

Em concreto, as receitas com os tv rigths aumentaram em 58 milhões de libras, depois de a Premier League ter negociado um novo contrato que entrou em vigor na última temporada. Também a Champions League deu o seu contributo.

Contas feitas, as receitas comerciais totais (incluindo bilheteira, publicidade, merchandising, além da televisão) aumentaram 10%.

O bom desempenho operacional do Arsenal fez com que os lucros antes de impostos subissem 2,9 milhões de libras para 44,6 milhões de libras (50,5 milhões de euros).

 

No comunicado de apresentação de resultados, os responsáveis do clube revelaram que estão financeiramente confortáveis, o que permite encarar as próximas épocas com maior tranquilidade, depois de o Arsenal ter falhado a participação na prova milionária da UEFA, que deverá ter impacto nas contas da presente temporada.

 

Atualmente, o Arsenal participa na Liga Europa, tendo batido os bielorrussos do BATE Borisov por 4-2 na segunda jornada, liderando o grupo H com seis pontos. Na Premier League, os arsenalistas seguem no sétimo posto, com três vitórias, um empate e duas derrotas.

“A nossa ambição é clara: ganhar troféus. Para competirmos no topo, precisamos de nos esforçarmos para sermos melhores dos que os nossos concorrentes em tudo o que fazemos. É por isso que ao longo da última temporada continuamos a realizar investimentos substanciais para levar o clube para a frente“, referiu Ivan Gazidis, diretor executivo do Arsenal.

“No topo da pirâmide, demos prioridade ao investimento da nossa equipa principal nos anos mais recentes, gastámos mais de 200 milhões de libras em transferências nas últimas três temporadas. Transformámos os nossos campos de treino e reconstruímos a nossa academia”, frisou o mesmo responsável.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *