O Manchester United registou receitas recorde de 581,2 milhões de libras (cerca de 659 milhões de euros) na época de estreia de José Mourinho enquanto treinador dos red devils.

Na última temporada, o histórico emblema britânico conquistou a Taça da Liga inglesa, Supertaça inglesa e ainda a Liga Europa, triunfo que garantiu um lugar na atual edição a Liga dos Campeões. Na Premier League, os resultados deixaram a desejar, com o United a ficar-se pelo sexto lugar.

Apesar do sabor agridoce no plano desportivo, as contas do clube de Manchester não podiam estar em melhor saúde. A dívida do clube caiu dos 295,5 milhões de euros para os 241,4 milhões, por exemplo. Isto apesar dos gastos com salários terem crescido 14%.

O resultado líquido do Manchester United situou-se nos 227 milhões de euros na época que terminou em junho. Foi um máximo histórico. Ainda assim, o clube espera uma ligeira descida do lucro no próximo ano em função do aumento dos gastos com a participação na Liga dos Campeões.

 

“Estamos muito satisfeitos com os investimentos na nossa equipa e preparados para uma época entusiasmante”, considerou o vice-presidente do clube, Ed Woodwaard.

O Manchester United é controlado pela família Glazer e está cotado na bolsa de Nova Iorque. As ações avançaram mais de 3% em Wall Street, alcançando um valor de mercado de aproximadamente 2,8 mil milhões de euros.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *