Alisher Usmanov, bilionário russo que já possui uma participação minoritária no Arsenal FC, fez uma oferta no valor de 1.160 milhões de euros ao acionista maioritário do clube, Stanley Kroenke, magnata na área desportiva dos EUA e com 67% de participação nos gunners. Usmanov, que detém 30% do Arsenal, fez a abordagem no mês passado, segundo o Financial Times.

Segundo o jornal britânico, o oligarca russo está descontente com o atual rumo da equipa londrina. Sem vencer uma Premier League desde 2004, ano em que foi campeão com o mesmo técnico Arsène Wenger sem derrotas, o Arsenal não conseguiu sequer a qualificação para a UEFA Champions League do próximo ano.

De acordo com a proposta em cima da mesa, o clube londrino estaria avaliado em cerca de 1,8 mil milhões de euros a preços de mercado.

O magnata de metais está preocupado com a constante falta de investimento da administração. Considera ainda que a culpa dos últimos resultados menos positivos não se deve a Wenger, mas sim a Kroenke e a toda a direção.

Usmanov é natural de uma região, agora pertencente ao Uzbequistão, e comprou as primeiras ações (14,6% por 87 milhões de euros) do clube em 2007, numa parceria com Farhad Moshiri. Em 2016, o russo adquiriu a parte de Moshiri, enquanto este decidiu investir noutro clube da liga, o Everton.

Ler mais

Com um plantel avaliado em 492,5 milhões de euros, o Arsenal acabou o campeonato na quinta posição. Este ano, foi mais uma vez eliminado nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, frente ao Bayern de Munich. Na Taça da Liga inglesa caiu nos quartos.

Resta ainda a final da Taça de Inglaterra, onde defrontará o rival campeão Chelsea. Esta partida pode ainda servir de salvação ao técnico francês. Depois de uma época onde foi constantemente criticado o técnico poderá estar de saída, após 21 anos.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *