A menos de 100 dias do início da Taça das Confederações 2017, o Finance Football apresenta o ranking dos selecionadores que vão marcar presença na prova que serve de antecâmara do Mundial 2018, na Rússia. Fernando Santos até pode ter conquistado o Europeu 2016 para Portugal, mas não é o mais bem pago.

Joachim Löw, selecionador alemão desde 2006 e campeão mundial em 2014, será o técnico mais bem pago entre aqueles que vão a jogo dentro de três meses. O alemão recebe 3,2 milhões de euros por ano, um salário que, ainda assim, se encontra bastante abaixo dos praticados nos principais clubes europeus.

No papel de selecionador anfitrião, Stanislav Cherchesov aufere um rendimento anual de 2,6 milhões de euros da parte da Federação Russa de Futebol. Recorde-se que o seu antecessor, Leonid Slutsky, não recebia qualquer remuneração fixa quando levou a seleção à fase final do Europeu 2016.

Uma prova que foi conquistada por Portugal, seleção comandada por Fernando Santos. O técnico português renovou recentemente o contrato com a Federação Portuguesa de Futebol. Santos é pago em cerca de 2,5 milhões de euros por ano por serviços que a FPF contrata a uma sua empresa.

Na lista seguem-se os selecionadores americanos: Juan Carlos Osorio (México) e Juan Antonio Pizzi (Chile) ganham 1,05 milhões e 900 mil euros por mês, respetivamente. Eles que nem eram os técnicos mais bem pagos na Copa America Centenario 2016.

Ler mais:

Se Anthony Hudson (Nova Zelândia recebe cerca de 170 mil euros e é o técnico com o salário mais baixo, Hugo Broos (Camarões) e Ange Postecoglou (Australia) também se apresentam com salários mais modestos face à realidade das seleções de topo da Europa.

Broos, que levou a seleção camaronesa à vitória da Taça das Nações Africanas ainda no início do ano, recebe 400 mil euros por mês anualmente. Ange Postecoglou venceu a Taça da Ásia para a Austrália, auferindo um rendimento de cerca de 650 mil euros por ano.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O ranking “Salários dos Selecionadores da Taça das Confederações 2017” resultou de um intenso trabalho de pesquisa realizado pelo Finance Football. Alguns valores apresentados não foram confirmados oficialmente.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *