Quem está no TOP dos jogadores mais caros de sempre do futebol português? Quase todos os adeptos sabem: o portista Hulk, que custou 55 milhões de euros ao Zenit, leva a medalha de ouro para casa. Mas o preço de venda, em si, pode não querer dizer muito para o clube – afinal de contas, a verdade é que Hulk também custou muito dinheiro (quase 20 milhões), e por isso o encaixe que o FC Porto recebeu não corresponde exatamente ao que o clube lucrou.

O Finance Football mergulhou nos dados das transferências (via Transfermarkt) e foi tentar saber quais foram as transferências mais valiosas do futebol português. Isto obrigou-nos a olhar não apenas para a receita de cada transferência, mas também para o seu custo inicial. O resultado é o ranking TOP 20 dos jogadores mais valorizados do século, algo que até hoje nunca tinha sido publicado em Portugal. E o primeiro lugar vai para…

João Mário, João Mário, João Mário

Pode parecer surpreendente, mas o novo jogador do Inter protagoniza mesmo a transferência mais valiosa de sempre do futebol português. Sim, é verdade que a saída do Sporting “só” gerou 40 milhões de euros para os cofres dos leoninos, bem menos do que as transferências de Hulk (55 milhões) ou James Rodríguez (45 milhões). Por outro lado, o médio luso também não custou nada ao Sporting. Resultado? Uma valorização global de 40 milhões de euros.

Só depois de João Mário é que aparecem os antigos jogadores do FC Porto. O colombiano James chegou aos dragões por 7,35 milhões de euros, acabando por ser vendido por 45 milhões ao Mónaco, gerando no processo um lucro de 37,65 milhões. Já o brasileiro Hulk chegou a Portugal vindo do Japão, por 19 milhões de euros. A valorização implícita é de 36 milhões de euros.

É preciso sair do pódio para se encontrar o primeiro benfiquista da tabela. Renato Sanches, que este ano trocou o Benfica pelo Bayern Munique, custou zero ao clube encarnado e saiu a troco de 30 milhões de euros – valor que conta integralmente como valorização. O médio ocupa assim o quarto lugar.

Destaque também para Gonçalo Guedes, o craque do Benfica que surgiu na época passada e que este ano seguiu directo para o PSG. Os 30 milhões de euros que o clube francês pagou pelo seu passe garantem-lhe entrada directa no TOP 20, imediatamente atrás de Axel Witsel.

Dragões (ainda) lideram, mas Benfica está próximo

Porém, não se pense que o Benfica aparece mal classificado na tabela geral dos clubes. No conjunto do século – o período analisado pelo Finance Football – o clube de Luís Filipe Vieira conseguiu obter uma valorização total de 416 milhões de euros, ou 25 milhões de euros por época.

Nesta lista, o FC Porto é o líder, mas por pouco. De facto, a equipa da Invicta obteve uma valorização média anual de 31 milhões de euros por ano, mas a diferença face ao rival da Luz tem vindo a encurtar ao longo dos últimos anos. O gráfico de baixo mostra bem como, de 2010 para cá, as águias começaram lentamente a deixar para trás os portistas.

Quem não aparece bem classificado é o Sporting. O clube de Alvalade obtém uma valorização média anual de apenas 10 milhões de euros, e cerca de 40% desta valorização foi conseguida apenas esta época. Se não fosse a ‘era Jorge Jesus’, a valorização média anual desceria para uns magros 6 milhões de euros.

2 Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *