A Liga Alemã de Futebol (DFL) garantiu um aumento de 85% do valor dos seus direitos de transmissão televisão, depois de a Eurosport e a Sky Deutschland terem sido os vencedores do  leilão de venda dos direitos de televisão das competições de clube domésticas na Alemanha.

O valor total dos negócios alcançados com a venda dos direitos da Bundesliga, 2. Bundesliga e a Supertaça dos próximos quatro anos, entre 2017-18 e 2020-21, foi de 4,64 mil milhões de euros.

A decisão da Autoridade da Concorrência alemã, de impor uma cláusula de “no single buyer”, obrigou a que houvesse pelo menos mais do que um vencedor neste processo. Por esta razão, a Sky Deutschland, que detém actualmente o exclusivo destes direitos, viu a sua posição enfraquecida, perante a entrada da Eurosport.

A Sky irá transmitir um total de 572 jogos em directo por temporada em todas as plataformas, o equivalente a 93% dos jogos. Pela primeira vez, a Sky irá tornar-se no canal exclusivo para a transmissão de todos os jogos da fase regular da 2. Bundesliga, com um jogo adicional realizado nas manhãs de segunda.

No âmbito do novo acordo, a Sky irá pagar 32% mais na temporada 2017-18 – o primeiro ano do novo contrato – do que no último ano do actual contrato. Ao longo dos quatro anos do novo acordo, a média anual que a Sky pagará é de 876 milhões de euros, valor que compara com a média de 486 milhões de euros por ano do contrato em vigor.

Já o pacote da Eurosport inclui os direitos de televisão paga dos jogos das sextas à noite, juntamente com a Supertaça e os play-off relativos à descida de divisão.

Entre os direitos de transmissão em canal aberto, os canais públicos ARD e ZDF asseguraram os pacotes I e M e H e J, respectivamente.

Os novos contratos vão render 1,16 mil milhões de euros por temporada à DFL, embora este montante deve subir para pelo menos 1,4 mil milhões com a venda dos direitos de transmissão internacional.

“Os resultados do leilão foram um passo importante para a viabilidade futura do futebol alemão. A liga tem agora melhores condições e continua entre as três ligas de topo no mundo. Ao mesmo tempo, os montantes investidores representam um forte sentido de confiança nos clubes”, referiu o presidente da DFL, Christian Seifert.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *