As novas regras de distribuição dos direitos televisivos e prémios de jogo para o próximo triénio (2015/2016 até 2017/2018) foram finalmente acordadas e chegam agora ao público.

Mais de 1.200 milhões de euros serão distribuídos, por época, pelas 20 equipas que disputam a primeira divisão do campeonato de futebol italiano, a Serie A. Deste valor, reservam-se 809 milhões por época (igual ao da época passada) distribuídos da seguinte forma:

  • 40% em partes iguais
  • 30% de acordo com a atractividade do clube (o peso dos adeptos – sócios, venda de bilheteira, ocupação do estádio – será de 25%; 5% pelo número de habitantes da zona à qual o clube pertence)
  • 30% de acordo com o histórico do clube (10% pelo passado de cada clube, 15% pelos resultados nos últimos 5 anos e 5% pela classificação final na época anterior)

Para o novo triénio, há um aumento de 115,3 milhões de euros, perfazendo um total de 924,3 milhões. Estes 115,3 milhões serão distribuídos da seguinte forma:

  • 46,1 a serem repartidos igualmente por todos os clubes
  • 69,2 distribuídos de acordo com o mérito: 15% para os primeiro, segundo e terceiro classificados, 10% para os quarto, quinto e sexto classificados, 8% para o sétimo, 7% para o oitavo, 5% para os nono e décimo classificados e um milhão para os que ficarem entre o 11.º e o 17.º lugares.

Para os três últimos classificados foram reservados entre 30 milhões de euros a 60 milhões. Foi acordado que uma equipa que tenha passado três das últimas quatro épocas na Serie A irá receber 25 milhões (caso do Verona). Uma equipa que tenha participado em duas das três últimas épocas na Serie A irá receber 15 milhões e caso tenham apenas uma época de Serie A (casos de Carpi e Frosinone), recebem apenas 10 milhões. No entanto, se as três equipas que descerem de divisão tiverem participado em três das últimas quatro épocas, cada equipa receberá 20 milhões.

Relacionado: Direitos televisivos da Ligue 1 em 2014/2015

Tendo em conta que a época ainda não terminou, é apenas possível simular os valores que os clubes irão receber. Estimam-se, por isso, que venham a ser da seguinte forma:

tvrightsserieA

Aos valores referidos anteriormente, juntar-se-ão ainda 300 milhões de euros de direitos televisivos para o estrangeiro. Este valor será distribuído da seguinte forma:

  • 40% dividido de equitativamente (6 milhões para cada clube)
  • 60% distribuído pelos clubes que ficarem no top 10: 27 milhões para os primeiros três lugares (correspondentes à Liga dos Campeões), 18 milhões para os quarto, quinto e sexto lugares (correspondentes à Liga Europa), o sétimo receberá 14,4 milhões, o oitavo encaixará 12,6 milhões e os nono e décimo classificados receberão, cada, 9 milhões de euros.

Fonte: Gazetta dello Sport