Numa altura em que os dirigentes desportivos são criticados por auferirem ordenados exorbitantes, o insólito, com conotação positiva, acontece. Na argentina, o vice-presidente do Alumni de Los Hornos, clube de Buenos Aires, vendeu a própria viatura para que a justiça não encerre o clube.

Na origem deste caso esteve uma acção judicial interposta por uma professora de patinagem que foi despedida com quase 20 anos de serviço e que pediu uma indemnização de 800 mil pesos, equivalente a quase 40 mil euros.

Uma vez que a primeira quantia – cerca de 9800 euros – tem de ser paga até ao fim de novembro e o clube não tem rendimentos para conseguir pagar o valor exigido pelo tribunal, o vice-presidente do clube, Daniel Arteca, decidiu vender o seu próprio automóvel. Daniel conseguiu um valor próximo de 9000 euros pelo seu Citroën C3, de forma a pagar o valor exigido e assim impedir que o clube seja encerrado.

À conversa com a FM 103.1, rádio da cidade de Buenos Aires, disse que a mulher o ia matar quando soubesse.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *