A direção do FC Porto revelou que terminou o pagamento completo do Estádio do Dragão nesta quarta-feira. Os dragões tornam-se na primeira equipa a pagar a sua casa, dentro do conjunto de estádios que foram construídos ou remodelados para o Euro 2004, realizado em Portugal.

O Estádio do Dragão está pago na totalidade. A última prestação do financiamento (40 milhões de euros) já foi liquidada. O projeto custou 125 milhões de euros“, são estas as palavras que se podem ler no site oficial do clube nortenho. O FC Porto decidiu assim adiantar o pagamento da sua última prestação devido às elevadas taxas de juro que afetavam as finanças do clube.

O FC Porto garante também no seu site que o pagamento do estádio “foi conseguido sem renegociação de contratos e com um cumprimento rigoroso do acordado, do primeiro ao último dia”. Como já referido, para suportar os custos da construção do estádio, Pinto da Costa teve de recorrer a um empréstimo de 40 milhões, que, com as taxas de juro, acabou por ter um encargo final de por volta de 62 milhões de euros.

Ler também: De onde vem o dinheiro dos clubes portugueses?

A construção do recinto remonta a 2001 e o seu término a 2003. O jogo inaugural ocorreu num particular contra o FC Barcelona que terminou numa vitória por 2-0 do FC Porto. A partida ficou marcada pela estreia de Lionel Messi pela equipa catalã. O plantel portista era na altura liderado por José Mourinho, que apenas realizou o seu primeiro jogo oficial no ano seguinte, na vitória por 2-1 frente à União de Leiria.

O Estádio do Dragão acolheu até agora 307 encontros oficiais do FC Porto, dos quais 229 vitórias, 49 empates e apenas 29 derrotas. O estádio tem uma lotação de 50.035 lugares e foi planeado pelo arquiteto Manuel Salgado.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *