O Everton procura avançar para um novo estádio, visto que o Goodison Park é inadequado para uma expansão. Nesse sentido, o clube de Liverpool anunciou dois novos acordos de patrocínio no valor de 88 milhões de euros e parte deste encaixe financeiro vai servir para financiar a compra de uma nova casa nos próximos meses.

Depois de atingir os 140 milhões de euros em receitas na época de 2015/2016, o segundo mais alto na história do clube, o clube anunciou dois novos patrocínios para os próximos cinco anos. Um desses patrocínios foi assinado com o grupo russo USM Holdings, que vai dar o nome à academia do Everton, que passa a ser chamado USM Finch Farm.

O outro patrocínio não foi ainda divulgado, mas já se sabe que será o substituto do principal patrocinador do equipamento, a empresa de cerveja Chang. O CEO do emblema britântico, Robert Elstone, garantiu que o valor do negócio será o triplo do atual. Elstone disse ainda que estavam em negociações com patrocinadores para as mangas do equipamento, bem como uma parceria com a plataforma de apostas Sport Pesa.

Goodison Park está velho, dizem os donos do Everton. (Foto: Facebook Everton)

Em maio de 2016, o Everton abandonou os planos para a construção de um novo estádio num parque de Liverpool. O clube virou o seu foco para outros dois locais, à beira-mar e perto das docas da cidade. O Goodison Park, inaugurado em 1892, tem uma capacidade de apenas 40 mil lugares. Cerca de 32 mil bilhetes de temporada são vendidos em todas as temporadas.

Estamos otimistas sobre as perspetivas do novo estádio. (…) É um otimismo baseado em progressos sólidos em muitas frentes e nas conversas com a Câmara Municipal de Liverpool”, referiu Elstone.

A decisão sobre o o novo estádio será tomada daqui a dois ou três meses. No entanto, Robert Elstone previu já um lucro operacional de 16 milhões de euros na atual temporada.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *