O Flamengo firmou um novo contrato de patrocínio com a empresa tailandesa de bebidas energéticas Carabao. Durante seis anos, o clube brasileiro irá receber cerca de 59 milhões de euros, sendo que 4,5 milhões serão investidos já no decorrer deste ano.

A empresa Carabao Tawandang vai ter o seu nome estampado nas duas mangas do equipamento rubro-negro em 2017. E a partir da próxima época será mesmo o principal patrocinador da camisola, presente na parte da frente, substituindo o atual patrocinador, o banco estatal Caixa Económica Federal. Além do patrocínio, a parceria tem como cláusulas uma percentagem por cada bebida que for vendida e um extra se ocorrer um crescimento da empresa.

Este acordo histórico para o clube brasileiro e para todo campeonato brasileiro engloba 58,9 milhões de euros divididos em quantias diferentes. Primeiramente em 4,5 milhões de euros no atual ano e cerca de 10 milhões de euros a partir de 2018 e até 2022.

O vice-presidente de marketing do Flamengo, Daniel Orlean afirmou que todos acreditam “que é um marco não só na história do Flamengo, mas também na história do futebol brasileiro, porque é o maior patrocínio já visto no país”.

A empresa tailandesa estende os seus negócios além do futebol brasileiro. Em novembro assinou um acordo com a Liga Inglesa de Futebol. A Taça da Liga Inglesa terá como nome comercial Carabao a partir da próxima época. O Chelsea tem, também, a Carabao como um dos principais patrocinadores, com principal destaque nos equipamentos de treino.

O atual patrocinador principal do Fla, a Caixa Económica Federal, poderá continuar no clube, mas noutro local do equipamento, como é desejado pela direção do clube. O Flamengo terminou a última época na terceira posição do Brasileirão, do qual arrecadou dois milhões de euros como prémio.