O Real Madrid continua a ser a marca de futebol mais valiosa em todo o mundo, embora o Barcelona se tenha aproximado dos rivais merengues na última edição do Brand Finance Football Annual 2020.

Impulsionados pela vitória na La Liga, os madrilenos mantiveram a liderança do ranking, apesar da descida no valor da marca em 14% para os 1.419 milhões de euros, após uma época completamente atípica, marcada pela pandemia de Covid-19.

Ao contrário, o Barcelona conseguiu uma valorização da sua marca na ordem dos 20 milhões de euros, estando avaliada agora em 1.413 milhões, bem perto do valor atribuído ao Real Madrid, e confirmando o domínio dos dois clubes espanhóis na indústria do futebol.

Ler mais: Benfica e Sporting entre os melhores do mercado

No que diz respeito à presença portuguesa, na posição 46 e com uma marca avaliada em 114 milhões de euros, o Benfica é o único emblema português a figurar no ranking das 50 marcas de futebol mais valiosas do mundo.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Finance Football (@financefootballofficial) a

Premier power

Ainda que a La Liga esteja representada no topo do ranking, a lista mostra maior preponderância da Premier League inglesa naquilo que são os valores das marcas dos clubes, o que não deixa de ser algo natural em virtude do poderio económico dos emblemas ingleses. Manchester United, Liverpool (que conquistou a Premier League pela primeira vez desde 1990) e Manchester City surgem imediatamente atrás dos colossos espanhóis, registando valores comerciais de 1.315 milhões, 1.262 milhões e 1.124 milhões de euros, respetivamente.

Ler mais: Top 10 Clubes com Mais Sócios 2020

No top 10 encontramos ainda os três grandes clubes da City londrina: Chelsea (8.º lugar), Tottenham (9.º) e Arsenal (10.º), com marcas avaliadas em 949 milhões, 784 milhões e 719 milhões.

Pelo meio, há um clube alemão e um francês: o Bayern Munique tem a sua marca avaliada em 1.056 milhões de euros, surgindo em sexto lugar, enquanto o PSG em 967 milhões de euros, ocupando a sétima posição.

Covid-19 tira 715 milhões às marcas

Segundo a Brand Finance, o valor das marcas dos 50 clubes mais valiosos registou um decréscimo de 715 milhões de euros face à anterior edição do ranking, menos 3,7%, o que acontece pela primeira vez em seis anos. A culpa é da pandemia, que penalizou as receitas dos clube de futebol: matchday, direitos televisivos e comerciais.

“O futebol de topo foi confrontado com a sua maior ameaça desde a II Guerra Mundial. A perda de receita, juntamente preocupações sanitárias com os ajuntamentos de massas, levantaram muitos pontos de interrogação em relação ao futuro da indústria e à resiliência financeira”, referiu Richard Haigh, diretor da Brand Finance.

“O impacto completo da crise de Covid-19 ainda está por determinar e não é inconcebível que possa fazer vítimas no futebol, em termos de falências de clubes ou mudanças na propriedade dos clubes”, acrescentou Haigh.

Top 10 Marcas Mais Valiosas do Futebol 2020

10. Arsenal €719 milhões
9. Tottenham €784 milhões
8. Chelsea €949 milhões
7. PSG €967 milhões
6. Bayern Munique €1.056 milhões
5. Manchester City €1.124 milhões
4. Liverpool €1.262 milhões
3. Manchester United 1.314 milhões
2. Barcelona €1.413 milhões
1. Real Madrid €1.419 milhões