O Inter Milan assinou o seu primeiro contrato de patrocínio para a manga da sua camisola num negócio com a IC Markets avaliado em 10 milhões de euros, avança o jornal Tuttosport.

O acordo entre o time italiano e corretora da bolsa australiana tem início na próxima temporada e vigorará até final da época. Há perspetivas, porém, de futuras parcerias entre as duas partes no futuro.

Para a IC Markets será a primeira aventura no patrocínio desportivo e permitirá ao Inter reforçar as suas receitas comerciais.

À procura de novo patrocinador principal

Recentemente, o emblema de Milão renovou o contrato de patrocínio do seu equipamento de treinos, no valor de 16 milhões de euros, com o grupo chinês Suning por mais dois anos.

Como parte desse esforço para aumentar as receitas com sponsorship, o Inter Milan está à procura de um novo parceiro comercial para substituir o atual patrocinador principal, a Pirelli.

Isto porque a fabricante de pneus parece querer terminar a ligação, através da qual paga 12 milhões anualmente (mais bónus) quando o contrato expirar na próxima temporada.

Ler mais: Sponsporship deals in Italian Serie A 2019-2020

O dono do clube, Zhang Jindong, já disse estar a explorar o mercado para encontrar um novo patrocinador para a sua camisola, mas com um novo valor: entre 25 milhões e 30 milhões de euros por temporada.

Patrocínios rende 120 milhões aos clubes da Serie A

Em comparação, os atuais campeões da Juventus renegociaram o acordo de patrocínio com a Jeep no passado mês de outubro com um reforço financeiro do contrato: a Vecchia Signora deverá receber 45 milhões por ano da parte da fabricante de automóveis.

No total, os 20 clubes da Série A italiana recebem cerca de 120 milhões de euros em receitas de patrocínios, como o Finance Football revelou recentemente.