Belgium's midfielder Eden Hazard (R) celebrates with teammate Romelu Lukaku after scoring during the international friendly football match between Belgium and Mexico at The King Baudouin Stadium in Brussels on November 10, 2017. / AFP PHOTO / JOHN THYS (Photo credit should read JOHN THYS/AFP/Getty Images)

Todas as seleções têm um prémio para motivar, ainda mais, os seus jogadores a vencerem o Mundial. De entre as 32 que participaram neste Mundial, destaca-se a Bélgica, que já tem presença garantida nos quartos de final da competição.

A Federação Belga de Futebol abriu os cordões à bolsa e tem cerca de 10 milhões de euros em prémios para os jogadores e para a equipa técnica. A Bélgica conta com uma seleção jovem e cheia de talento, praticando o auge do seu futebol.

O treinador espanhol Roberto Martínez, que apenas conta com um salário de 800 mil euros (uns furos abaixo dos outros técnicos deste Mundial), pode vir a receber um prémio de cerca de 1,1 milhões de euros. Para tal, “basta” conquistar o troféu, que nunca antes a seleção belga conseguiu vencer.

A Bélgica eliminou o Japão nos oitavos de final, com um golo ao cair do pano. (Foto: Sporting News)

Não se sabe como é feita a distribuição do valor dos prémios entre os jogadores, nem se jogadores como Lukaku e Hazard poderão ter um prémio mais valioso. A verdade é que, se compararmos com o prémio para os ingleses vencerem o Mundial (5,3 milhões de euros), os belgas podem estar bastante gratos, independentemente da distribuição.