Marouane Fellaini colocou em tribunal a empresa New Balance. O jogador do Manchester United considera que a marca de equipamento desportivo é a principal culpada pelas sucessivas lesões que sofreu nos pés.

Segundo o diário britânico The Sun, na semana passada, Fellaini entrou em litígio com a New Balance, alegando a “fraca qualidade das chuteiras” da marca. No entender do internacional belga, o uso desse material provocava “danos consideráveis” (leia-se lesões) e “prejudicavam o desempenho” do atleta.

O médio de 29 anos acrescenta ainda que o técnico de equipamentos do Manchester United tinha que coser as botas antes de cada jogo.

Em sua defesa, a New Balance mostrou no tribunal documentos nos quais Fellaini descrevia as chuteiras como “perfeitas” e um pedido formal do jogador para receber mais 12 novos pares.

O contrato entre as duas partes terminava no final de 2017, no entanto, o atleta decidiu acabar mais cedo com a parceria que tinha começado em 2012. Fellaini pede ainda uma indemnização no valor de 2,3 milhões de euros.

Apesar do imbróglio ainda não ter acabado, o médio treinado por José Mourinho já escolheu a Nike como nova fornecedora das suas chuteiras.

Esta temporada, Fellaini já apontou quatro golos em nove jogos oficiais, sendo que não competiu no mês de outubro por lesão.