A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou uma parceira com a Universidade Brasil que prevê o trabalho em projetos que englobem a formação, a educação e o futebol. A CBF está numa fase de troca de patrocinadores devido aos recentes escândalos relacionados com a corrupção.

Ler também: Samsung pode pagar 18 milhões para deixar a seleção brasileira

A parceria com a Universidade Brasil foi anunciada este fim-de-semana durante o encerramento do primeiro Campo da CBF School. A cerimónia contou com a presença de Marco Polo Del Nero, presidente da CBF, e do reitor da Universidade Brasil, Fernando Costa.

//platform.twitter.com/widgets.js

A Universidade Brasil será um parceiro útil na formação académica de futebolistas, contando com 12 mil alunos inscritos, 116 diferentes cursos e 50 mil alunos já formados pela universidade canarinha.

De relembrar que esta união surge após o término de contratos com antigos patrocinadores da seleção brasileira, nomeadamente a Michellin, Gillette, Sadia e Unimed. Em contra-mão, a “Verde e Amarela” anunciou parcerias com a Montadora, Chevrolet e, agora, Universidade Brasil.