O Atlético Mineiro já tem novo patrocinador para o seu equipamento em 2017, após assinar com a Topper por valores não revelados. Esta parceria é fruto do emblema de Minas Gerais ter rescindido com a marca desportiva Dryworld.

A canadiana Dryworld tem entrado ultimamente em colapso, com equipas desde o Watford em Inglaterra e o Goiás e o Fluminense no Brasil a rescindirem o seu contrato com a empresa de material desportivo.

“Retomar a parceria com a Topper é muito importante para o Atlético. Tenho a certeza que, juntos, teremos um período vitorioso e de enorme sucesso”, confessou o presidente do Atlético-MG, Daniel Nepomuceno.

O contrato com a Topper tem uma duração de quatro temporadas e conta já com a experiência de uma parceria passada entre as duas entidades, que durou entre 2010 e 2012.

Uma das primeiras medidas da Topper será criar uma camisola temporária. A camisola deverá começar a ser usada pela equipa no início da próxima época, durante a disputa da Florida Cup nos Estados Unidos. O resto da colecção será lançada em abril do próximo ano.

“Galo e Topper estão de volta. E quando jogamos juntos é para ganhar. Admiramos a trajetória do clube e estamos muito felizes em retomar esta parceria que já torna 2017 num grande ano. A nossa equipa está empenhada no desenvolvimento do material que vai vestir este clube vitorioso, assim como a sua claque apaixonada”, disse Paulo Ricardo de Oliveira, CEO da BR Sports.

Com sede no Brasil, a Topper foi adquirida no ano passado pela BR Sports.