A companhia chinesa Link International Sports adquiriu o Granada, da primeira liga espanhola.

O negócio terá rondado os 37 milhões de euros, embora nenhum detalhe financeiro tenha sido oficialmente divulgado pelos responsáveis do clube espanhol.

A Link International Sports adquiriu uma posição maioritária no Granada que pertencia ao empresário italiano Gino Pozzo, num acordo mediado pela Media Base Sport, com o clube a anunciar a entrada dos novos investidores depois da luz verde da parte do Conselho Superior de Desportos espanhol.

A família Pozzo, que detinha o clube desde 2009, irá agora focar-se exclusivamente na Udinese (Serie A) e no Watford (Premier League).

“Reconhecemos o trabalho realizado por Gino Pozzo, que foi brilhante depois de liderar o clube da Segunda B até à primeira divisão, e por Quique Pina (presidente do clube), pela sua dedicação e trabalho ao deixar o clube na melhor situação possível depois destes anos”, referiu Lizhang, dono da Link International Sports.

O Granada tornou-se no segundo clube da liga espanhola a ser comprado por investidores chineses, depois da empresa Rastar Group ter assumido o controlo do Espanhol de Barcelona em Janeiro, num investimento de 50 milhões de euros por 54% do clube catalão.

O Atlético de Madrid também recebeu investimento chinês em Janeiro de 2015, quando o conglomerado Dalian Wanda adquiriu 20% do clube.

O Granada terminou a época passada na 16ª posição, dois lugares acima da zona de despromoção.