Como seria de esperar, os dois finalistas de Madrid são os que levam mais dinheiro para casa na presente edição da Liga dos Campeões: quase 50 milhões de euros.

Real Madrid e Atlético Madrid são os dois finalistas da Champions League, cuja partida está marcada para 28 de Maio em Milão. Para já, acumulam um prémio de quase 50 milhões de euros cada. Um montante ao qual serão somados 15 milhões de euros (em caso de vitória na final) ou 10,5 milhões de euros (caso sejam os finalistas derrotados) e ainda os dinheiros relativos ao market pool (são mais de 480 milhões de euros relativos direitos televisivos que só serão contabilizados no final da edição e que são para repartir por todos os clubes).

Para chegar à final, os dois emblemas da capital espanhola tiveram de eliminar Bayern Munich e Manchester City. O clube alemão voltou a ficar pela meias-finais e, na despedida de Guardiola da Champions pelos bávaros, teve a oportunidade a acumular um total de 38 milhões de euros. Os citizens, a próxima casa de Guardiola, acumulou prémios de 36,5 milhões.

prizemoneyucl

A partir daqui não há mais nenhuma alteração, dado que os restantes clubes foram fechando as respectivas contas à medida que iam sendo eliminados ao longo da temporada.

Ainda assim, de referir que o bom desempenho do Benfica permitiu que o clube encarnado registasse um encaixe recorde de 28,5 milhões de euros – atingiu os quartos-de-final na prova, sendo eliminado pelos alemães do Bayern. Já o FC Porto ficou pela fase de grupos com uma soma de 17 milhões de euros.

Importa ainda destacar que só a presença na Champions garante à cabeça 12 milhões de euros a cada clube e que uma vitória na prova milionária rende 1,5 milhões e um empate 500 mil euros.

Todos os detalhes da distribuição do dinheiros da UEFA Champions League encontram-se aqui explicados.

No total, a UEFA já distribuiu mais de 700 milhões de euros em prémios financeiros.