O Manchester City foi banido das provas da UEFA nas próximas duas temporadas – a partir da época 2020-2021 – e foi multado em 30 milhões de euros pela entidade que tutela o futebol europeu.
O Organismo de Controlo Financeiro de Clubesnas próximas duas temporadas e foi multado em 30 milhões de euros, anunciou o organismo que tutela o futebol europeu.
O Organismo de Controlo Financeiro de Clubes da UEFA concluiu que os citizens cometeram “violações graves” naquilo que são as regras do fair play financeiro.
O clube inglês reagiu à decisão do dizendo-se “desapontado” e classificando o processo da UEFA com falhas. Também disse que vai recorrer da decisão.
O Manchester City poderá participar na atual temporada da Champions League, onde vai defrontar o Real Madrid nos oitavos de final da competição nos dias 26 de fevereiro e 17 de março.

Em comunicado, a UEFA declarou que o City empolou as suas receitas com sponsorship nas suas contas e na informação de break-even que enviou para o organismo do futebol europeu entre 2012 e 2016.
“O Organismo de Controlo Financeiro de Clubes também considerou que em violação das regras o clube não cooperou com a investigação”, disse a UEFA.
O City, entretanto, afirmou que o processo foi investigado pela UEFA e decidido pela UEFA, e vai por isso pedir um julgamento imparcial do caso tão rápido quanto possível.