Caso os clubes não consigam renovar os vínculos contratuais nos próximos meses, estes atletas ficam livres de assinar por outro emblema a custo zero a partir do dia 1 de janeiro de 2021.

Não são jogadores quaisquer. São os mais valiosos nas suas posições e cujos contratos com respetivos clubes expiram já no próximo ano. Entre eles estão super estrelas do desporto-rei, como Messi, Aguero ou Paul Pogba.

É assim todos os anos. Há jogadores com vínculos contratuais perto do fim. A este respeito, a lei diz que podem assinar contrato com outro clube quando faltarem seis meses para o término da ligação. Com a necessidade de realizar algum encaixe financeiro, os clubes tendem a forçar a venda do jogador in extremis, geralmente abaixo do preço de mercado. Isto se não conseguirem a renovação, claro.

Em 2021, há uma seleção de jogadores de topo à espreita de novos desafios (ou melhorias contratuais). Segundo o site Transfermarkt, que fez a recolha dos dados, esta equipa com contratos a expirarem já em 2021 está avaliada em 639 milhões de libras.

Começando na baliza, Donnarumma é o porteiro do AC Milan e na seleção italiana é visto como sucessor natural de Buffon. Poucos clubes europeus podem dizer que têm melhores guarda-redes do que ele. Tem um valor de mercado de 49,5 milhões de libras. Se vier a custo zero, qualquer tubarão pode acenar com um contrato chorudo, um prémio de assinatura milionário e perspetivas de jogar no topo do futebol mundial.

Na linha defensiva encontramos Alex Telles, o defesa-esquerda do FC Porto que também é um dos mais cotadas na Liga portuguesa. O internacional brasileiro está avaliado em 36 milhões de libras. Há muita gente de olho em Telles, lateral moderno que apresenta qualidades defensivas mas também ofensivas e é uma mais-valia dos dragões que seguem a 7 pontos do líder Benfica — os dois rivais defrontam-se no próximo fim-de-semana e as casas de apostas como a 1xbet Portugal antecipam bastante equilíbrio no clássico.

Alaba, do Bayern Munique, é um defesa polivalente. É um fator que o valoriza e torna o austríaco apetecível para os maiores clubes europeus. Está avalido em 58,5 milhões de libras. Na verdade, poucos emblemas no Velho Continente seriam capazes de convencer Alaba a mudar de ares.

Outro defesa: Dayot Upamecano, do Leipzig, já não é propriamente um desconhecido. É uma das maiores promessas do futebol francês, logo, um alvo potencial para os maiores clubes europeus. Aos 21 anos, Upamecano está avaliado em 45 milhões de libras. Se sair a custo zero, facilmente encontra novo clube.

Ainda na Alemanha, Elvedi também tem o seu contrato a expirar em 2021. O defesa do Monchengladbach vale 31,5 milhões de libras.


Super estrelas

Não se pode dizer que os nomes que apresentamos até agora não sejam estrelas do futebol europeu. Ainda assim, do meio campo para frente surgem super estrelas consagradas que jogariam em qualquer clube do mundo.

No meio campo, Paul Pogba pode estar a viver momentos mais complicados em Manchester, mas o seu valor enquanto jogador permanece intacto. O internacional francês vale 90 milhões de libras. No último defeso falou-se na possibilidade de ingressar no Real Madrid. Se os merengues tiverem paciência, podem garantir Pogba sem terem de desembolsar qualquer euro pela sua transferência.

Em Manchester também mora um jogador com desempenhos irregulares. Falamos de Leroy Sané, do Manchester City. Perdeu lugar à medida que Bernardo Silva foi consolidando como um dos melhores da turma de Pep Guardiola. Sané vale 90 milhões de libras. Já se falou num regresso à Alemanha, para o Bayern Munique.

Segue-se o astro argentino. Messi continua a deslumbrar dentro dos relvados e a idade não parece passar pelo avançado do Barcelona. Dificilmente os catalães vão deixar sair aquele que é um dos melhores jogadores de todos os tempos. Messi tem um valor de mercado de 126 milhões.

Ler Mais: Top 10 Melhores Ligas do Mundo 2019

Quanto a Depay, depois do flop nos red devils, o holandês encontrou a sua melhor face em Lyon. Está em fim de contrato também. O seu valor de mercado de 49,5 milhões não é um obstáculo para os maiores emblemas. Ainda assim, se for a custo zero, tanto melhor.

Na dupla da frente temos Aubameyang (Arsenal) e Aguero (Manchester City). No futebol, o que conta são golos. E estes dois jogadores são a perfeita definição de golo. Ambos avançados têm contratos a caducarem dentro de ano e meio. Podem sair livremente para outro clube em junho de 2021. Quem ficar com eles poupariam bastante dinheiro: o internacional do Gabão tem um valor de mercado de 63 milhões de libras; o argentino vale 58,5 milhões. Quem tiver poder financeiro, encontrará boas “pechinchas” no verão de 2021.