Foto: Twitter de Metro Jornal SP

O USC Palermo, atual líder da Serie B Italiana, foi vendido pela simples quantia de 10€ a um consórcio londrino. A nota oficial foi emitida por Maurizio Zamparini, o presidente do histórico clube italiano.

Ler mais: Vice-presidente de clube argentino vende carro para pagar dívida do clube

O acordo foi selado pelo atual presidente e antigo proprietário do clube, que havia comprado o Palermo, em 2002, por 15 milhões de euros. Global Futures Sports & Entertainment são os novos donos do clube.

Os novos donos do clube e Maurizio Zamparini (centro)

Segundo Maurizio Zamparini, a empresa inglesa tem a obrigação de pagar as dividas do clube, no valor de 22,8 milhões de euros. Posto isto, a quantia de 10€ não deixa de ser simbólica. No contrato e para além das obrigações de dividendos, os londrinos vão construir um novo centro de treinos e um estádio para o clube, que está na liderança da Série B.

Na nota oficial, o responsável do Palermo falou da saída do clube como algo “pensado apenas no futuro do clube e nos seus adeptos, mas com um nó na garganta”. “Procurávamos há muito um parceiro que pudesse continuar o meu trabalho, mas com mais poder financeiro” acrescentou.

Maurizio Zamparini explicou ainda que “o contrato visa ajudar as associações industriais e estabelecer as medidas necessárias para a construção do estádio e centro de treinos”.

Sob a gestão de Maurizio Zamparini, o Palermo regressou em 2004 à Serie A, depois de 31 anos de ausência. Jogadores como Paul Dybala e Edinson Cavani fizeram parte dos plantéis nos últimos anos.

Apesar de histórico, a equipa nunca venceu o título italiano, tendo apenas conquistado cinco vezes o escalão secundário e tendo chegado, por três vezes, à final da Taça Italiana.