Adeptos portistas e benfiquistas estão já com as emoções à flor da pele. O dérbi entre “dragões” e “águias” é esta sexta-feira e representa uma prenda de natal antecipada para todos os amantes de futebol em Portugal. O Finance Football decidiu colocar o jogo em foco e trazer até si alguns dados financeiros sobre o FC Porto – SL Benfica.

Milhões e milhões de ambos os lados. Brahimi e Pizzi, avaliados em 20 milhões de euros, são as peças mais valiosos destes rivais. Contudo, a forma atual de cada é algo distinta, diga-se.

Em 12 jornadas da Liga NOS, Brahimi já leva quatro golos e três assistências, assumindo-se como um dos principais jogadores da equipa “azul e branca”. Uma pérola que foi sendo trabalhada ao longo dos tempos. Isto se tivermos em conta que Yacine Brahimi, aquando da sua chegada ao Porto, valia sensivelmente quatro milhões de euros. Um valor muito afastado do valor atual do argelino.

Pizzi não atravessa o melhor dos momentos, pelo menos comparando com aquilo que nos habituou na época passada. Ainda sem marcar para o campeonato esta época, compensa com cinco assistências para golo.

O caso de Pizzi é também fruto de um notável trabalho do staff benfiquista. O médio português foi emprestado ao RCD Espanyol e, quando regressou, valia algo como três milhões de euros. Hoje? São 20 milhões de euros em forma de um jogador.

Falando em valores de mercado, estes são plantéis muito equilibrados. O FC Porto sai ligeiramente por cima, assumindo-se como o plantel mais valioso da Liga NOS. No total são 180,9 milhões – muita massa.

Valor de mercado ao longo dos anos | Fonte: Transfermarkt

Os “encarnados” destacaram-se mais no mercado de transferências. Entre entradas e saídas do plantel, o Benfica lucrou 121,5 milhões de euros. O suficiente para comprar 15 dos 18 plantéis da Liga NOS.

Olhos postos no jogo

Como esperado, este é um jogo em que se espera uma audiência televisiva entre os 3,5 e os 4 milhões de espectadores, a par dos 50.000 esperados no Estádio do Dragão. O ano passado, o jogo na Luz entre as duas equipas gerou um impacto de 25 milhões de euros, segundo o IPAM. Espera-se que o jogo de este ano possa atingir valores próximos, mas não tão elevados, por ser ainda início de época.

Como já se sabe, o Estádio do Dragão terá casa lotada. Uma receita superior aos 650 mil euros é a estimativa feita pelo Correio da Manhã. Dos 50 mil lugares, 22 mil são destinados aos bilhetes de época. Os adeptos e sócios do Porto tinham direito a bilhetes entre 15 a 50 euros e, os do Benfica, de 31 a 80 euros.

No top dos jogos com mais espetadores na época transata, os primeiros 15 jogos foram realizados no Estádio da Luz. Na 16ª posição é encontrado o clássico entre os dois rivais na cidade do Porto.

O plantel para o título

No inicio da época, as casas internacionais davam ao FC Porto o favoritismo na corrida para o título. O jogo desta sexta-feira é um dos fatores que pode influenciar essa corrida, ainda que faltem muitos jogos pela frente.

O FC Porto fez uma única transferência paga neste último defeso, mas mesmo assim trouxe para o plantel jogadores avaliados num total de 60 milhões de euros. Aproveitando jogadores da equipa B ou fazendo regressar os emprestados, Sérgio Conceição reforçou-se em quantidade e qualidade. Aboubakar, Ricardo Pereira e Sérgio Oliveira fazem parte desse lote.

Por outro lado, o Benfica conta com uma crescente aposta nos jovens. A academia do Seixal é já a mais lucrativa no país e uma das melhores a nível internacional. Ciente disso, Rui Vitória tem ao seu dispor nos convocados jogadores como Bruno Varela, Diogo Gonçalves e Keaton Parks, deixando de fora Rúben Dias e João Carvalho.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *