Portugal qualificou-se para as meias-finais da Taça das Confederações depois da goleada por 4-0 diante da Nova Zelândia. As exibições seguras da turma das quinas estão a conquistar os adeptos do futebol e também a imprensa internacional. No Washington Post, um jornal de relevância mundial, diz-se mesmo que “o campeão europeu Portugal não é apenas Ronaldo” para sublinhar as estrelas emergentes como Bernardo Silva e André Silva. Mas há mais.

Alguns jovens talentos têm sido importantes para Portugal recentemente, conferindo esperança para que a equipa possa continuar a ser bem-sucedida assim que os jogadores mais experientes começarem a ser substituídos num futuro não tão distante”, escreve aquele jornal.

Em destaque surgem então algumas das principais promessas portuguesas que são já presença regular nos onzes iniciais promovidos pelo técnico Fernando Santos.

Como Bernardo Silva que neste defeso se transferiu para o Manchester City, de Pep Guardiola, por cerca de 50 milhões de euros, depois de uma fantástica temporada no Mónaco. Ciente do valor do pequeno mágico, Ronaldo atribuiu-lhe o Troféu de Man of the Match que recebeu na última partida.

Além de Bernardo Silva, também Raphael Guerreiro (B. Dortmund) e André Silva (AC Milan) têm sido chamados com frequência à primeira equipa. No caso do defesa esquerdo que joga no clube alemão, apresenta-se com um valor de mercado a rondar os 20 milhões de euros, de acordo com o site especializado Transfermarkt. Já André Silva mudou-se recentemente do Porto para Milão, depois de o clube milanês ter pago 38 milhões de euros pelo promissor avançado português.

O interesse em jovens portugueses por parte dos maiores clubes europeus não deverá ficar por aqui. É que também Gelson Martins (Sporting) e Nélson Semedo (Benfica) estão a ser amplamente cobiçados por tubarões como Liverpool e Barcelona.

O avançado leonino cota-se atualmente nos 15 milhões de euros, mas se os ingleses quiserem levar o tecnicista para Anfield Road terão de pagar bem mais por isso. Já Semedo surge com uma avaliação de mercado na ordem dos 14 milhões de euros, mas a imprensa já falou num negócio à volta dos 50 milhões entre encarnados e culés.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *