Os emblemas da Premier League querem apertar as regras de controlo e propriedade dos clubes em Inglaterra, numa altura em que a principal liga de futebol do mundo continua a atrair o interesse de investidores de todo o mundo. As novas regras poderão bloquear potenciais investidores interessados na compra de um clube.

Numa reunião anual de acionistas da principal liga inglesa, todos os clubes decidiram por unanimidade avançar com estas alterações que podem impedir indivíduos ou grupos particulares de comprar dum clube.

Estas alterações visam sobretudo preservar a integridade da competição.

Ler mais:

Mais especificamente, qualquer entidade que tenha enganado a Liga durante o processo de aquisição de um clube pode ser impedida de apropriar-se do mesmo.

Por exemplo, se o potencial comprador omitir informações relevantes ou falsas e imprecisas acerca do financiamento e das suas reais condições financeiras, a Liga inglesa imediatamente trava todo o processo de aquisição do clube.

Nesse sentido, deverão ocorrer mudanças no Premier League’s Owners and Directors Test, o código de conduta que é aplicado aos proprietários dos clubes de futebol e que é regido pela Premier League, a Liga de Futebol Inglesa e a Federação inglesa de futebol.

Estas mudanças surgem depois de processos de aquisição que levantaram sérias reservas da parte das autoridades inglesas. Como aconteceu com o Southampton, quando o empresário chinês Gao Jisheng assumiu o controlo do clube por 200 milhões de libras. Gao admitiu subornos, mas como ajudou com provas de acusação, a liga não impediu a compra.

Atualmente, cerca de três quartos dos 20 clubes da Premier League são de propriedade estrangeira. Desde o Chelsea, Arsenal, Liverpool, Manchester United e muitos outros.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *