Mark Clattenburg vai deixar a Premier League no final da temporada para arbitrar na liga de futebol da Arábia Saudita. O experiente árbitro britânico vai assumir ainda a coordenação do departamento de arbitragem naquele país, inaugurando o mercado de transferências na arbitragem. O salário é chorudo.

Aos 41 anos, Clattenburg era um dos principais árbitros europeus. De acordo com a BBC, o inglês vai exercer o cargo de coordenador dos árbitros da liga árabe, ao mesmo tempo que apitará algumas partidas do campeonato local.

Apesar de ser árbitro, o salário que Clattenburg vai auferir no Médio Oriente equipara-se a de um jogador de futebol de nível mundial: vai receber meio milhão de libras por ano (cerca de 580 mil euros por ano) mais alguns benefícios que a federação árabe colocará ao dispor do juíz inglês.

O jornal Mirror adianta que a decisão de abandonar o futebol inglês tem também a ver com a falta de apoio do conselho de arbitragem inglês na sequência de um episódio vivido em 2012.

Após um incidente “racista” entre Juan Mata e Obi Mikel, Clattenburg terá apelidado Mata de “espanhol idiota” durante o jogo entre Chelsea e Manchester United. O clube londrino exigiu um pedido de desculpas que o árbitro recusou. E Clattenburg pediu a intervenção da sua associação que nunca chegou.

À Federação Saudita de Futebol, Clattenburg considerou que este é “um importante passo em frente”, salientando o estatuto profissional que os árbitros britânicos gozam.

O inglês abandona a Europa depois de uma temporada em grande nível. Apitou a final do Euro 2016, que a seleção portuguesa venceu frente à França, em julho passado. Ajuizou ainda a final da Liga dos Campeões, conquistada pelo Real Madrid.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *