O Boavista já fechou o contrato para a venda dos direitos de transmissão televisiva dos seus jogos com a MEO, num acordo avaliado em 13,5 milhões de euros para as próximas três temporadas.

Isto mesmo confirmou o presidente dos axadrezados, João Loureiro, em entrevista ao site do clube, onde afirmou que o Boavista irá receber cerca de 4,5 milhões de euros por época da operadora.

“Originará receitas na ordem dos 4,25 a 4,5 milhões de euros por época desportiva, podendo haver, dependendo das classificações, um acréscimo significativo”, precisou João Loureiro na entrevista.

Relacionado: Direitos televisivos da Liga NOS 2016-2028

O contrato é válido para as próximas três temporadas, quando acaba o mandato da actual administração.

“Quisemos que esta situação se estendesse apenas por este período porque o nosso mandato acaba daqui a, sensivelmente, três anos e não quisemos estar a comprometer receitas que fossem de possíveis corpos sociais que não os actuais”, justificou o líder boavisteiro, adiantando que o acordo com a MEO estabelece que os jogos vão continuar a passar na Sport TV, e vão estar disponíveis em todas as plataformas.

João Loureiro considerou ainda que este negócio televisivo vai permitir aos Boavista recuperar algum fôlego financeiro.

“Daqui para a frente haverá mais estabilidade financeira, mas também ninguém pense que vamos viver desafogadamente porque ainda temos, como é sabido, uma série de acordos que temos de respeitar, e dependemos do seu cumprimento para a continuação do Boavista nas provas oficiais”, declarou, lembrando os acordos com a Federação Portuguesa de Futebol, com a Autoridade Tributária e Segurança Social.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA