O impacto do Barça na actividade económica da cidade cresce de ano para ano. Clube já vale 1,5% de toda a riqueza produzida pela capital da Catalunha.

Durante a temporada 2014-2015, os campeões espanhóis geraram 906 milhões de euros em Barcelona, o que representa um aumento de 19,3% face à época anterior, segundo um estudo da consultora Delloite.

Estes 906 milhões representam ainda 1,5% do Produto Interno Bruto (PIB) da cidade de Barcelona, tendo aumentado 0,3 pontos face à temporada anterior, dados que “superaram as previsões”, indicou o clube durante a apresentação do estudo.

Mas qual é o verdadeiro impacto do clube na vida dos catalães? Além das alegrias desportivas que proporciona aos seus adeptos e seguidores, o Barça é garante de emprego na cidade. Não existindo o clube, “haveria mais 18% de desempregados em Barcelona”, explicou Ana Andueza, da Delloite. Directa e indirectamente, o clube tem influência em mais de 16 mil postos de trabalho.

Mais:

“O Barça é um sector económico por si mesmo. Cada euro do seu orçamento está a produzir dois euros de riqueza”, assinalou Andueza, apontando para a importância do clube em termos fiscais: cada euro que o clube gastou gerou 0,6 euros em retorno fiscal para o governo catalão.

Segundo os responsáveis do clube, o impacto económico do Barcelona na cidade foi bastante maior do que podiam prever.

A vice-presidente económica dos blaugrana, Susana Monje, referiu que o clube já esperava superar os 900 milhões de euros de impacto económico, embora contassem com o contributo do Espai Barça. “Mas superámos este valor sem ter em conta estas obras”, frisou Monje.

“O Barça não investe apenas no clube, mas antes investe também na nossa cidade”, enfatizou ainda a responsável do emblema catalão.