Os sponsors nas camisolas dos 18 clubes da Bundesliga vão render mais de 160 milhões de euros esta temporada. Bayern de Munique e Wolfsburgo conseguem valorizar as suas jerseys em 30 milhões de euros por ano.

Absolutamente incrível o valor dos contratos dos patrocínios das camisolas dos clubes da liga alemã, que no total vão receber 164,5 milhões de euros na presente época. É certo que a robustez da economia germânica, que possui as principais indústrias e marcas no Velho Continente, ajuda a reforçar os cofres dos clubes. Mas os contratos atingem valores que constituem uma vantagem competitiva para os emblemas alemães face à restante concorrência europeia.

sponsorsbundesliga

O Bayern de Munique e o Wolfsburgo recebem ambos 30 milhões de euros por ano dos respetivos patrocinadores, a Deutsche Telekom e Volkswagen, respetivamente. Se no caso do campeão alemão percebe-se os valores envolvidos, dado tratar-se de um dos clubes com maior visibilidade no panorama europeu, no caso do Wolfsburgo, a ligação familiar à construtora automóvel Volkswagen (foi um conjunto de operários da marca alemã que fundou o clube) confere maior rendimento no capítulo do marketing.

Borussia Dortmund e Schalke 04 surgem num degrau mais abaixo, recebendo 20 milhões e 17 milhões de euros da Evonik e Gazprom, respetivamente. A partir daqui, a tabela é mais desigual, destacando-se o Borussia Monchengladbach e Hamburgo, que arrecadam 7,5 milhões de euros com o patrocínio do Postbank e Fly Emirates nas suas camisolas – sublinhe-se que a companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos é o novo patrocinador do Benfica, num contrato avaliado entre os 4,5 e os dez milhões de euros por ano.

Ainda assim, na segunda metade da tabela, ainda se observam valores bastante interessantes. O Hertha de Berlim recebe da bet-at-home seis milhões de euros, enquanto o Colónia e o Estugarda recebem ambos cinco milhões de euros da Rewe e Mercedes-Benz Bank.

E clubes como o Hoffenheim, Hannover 96, Augsburg e Mainz conseguem valorizar as suas camisolas entre três milhões e 4,5 milhões de euros, um valor que apenas os três grandes em Portugal conseguem alcançar.

Por sua vez, o recém-promovido Darmstadt 98 arrecada 1,5 milhões de euros da Software AG.